EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Rússia obriga aparelhos eletrónicos a ter aplicações locais

Rússia obriga aparelhos eletrónicos a ter aplicações locais
Direitos de autor 
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A medida pode significar a saída da Apple do mercado russo.

PUBLICIDADE

Os smartphones e outros aparelhos eletrónicos vendidos na Rússia vão ter obrigatoriamente, a partir do próximo ano, de vir com aplicações desenvolvidas no país e aprovadas pelo Kremlin.

A próxima etapa será fazer uma lista das várias aplicações e programas que os computadores, tablets e telemóveis terão obrigatoriamente de ter pré-instalado no momento da venda.

A lei foi proposta pelo partido de Vladimir Putin e tem o apoio do presidente.

Um dos principais, senão o principal beneficiário da lei é o motor de busca russo Yandex, que no país detém sensivelmente metade do mercado (a outra metade é da Google). A Yandex lançou, no final do ano passado, um smartphone próprio.

Mesmo se as multas enfrentadas pelos fabricantes que não a cumpram são relativamente reduzidas, a rondar os três mil euros. A entrada em vigor do diploma pode significar o fim da presença da Apple na Rússia

A empresa americana diz ter pré-instalado aplicações desenvolvidas por terceiros seria uma falha de segurança intolerável. A lei foi criticada também por uma ONG russa de defesa dos consumidores na área digital.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Putin ameaça a Alemanha: Rússia pode fornecer armas para atingir alvos ocidentais

Putin substitui Shoigu porque quer Ministério da Defesa "aberto à inovação"

Putin substitui ministro da Defesa. Shoigu será secretário no Conselho de Segurança da Rússia