Última hora
This content is not available in your region

COP25 com Greta Thunberg e protestos a petrolíferas

euronews_icons_loading
COP25 com Greta Thunberg e protestos a petrolíferas
Direitos de autor  REUTERS/Pedro Nunes
Tamanho do texto Aa Aa

Depois de Lisboa, Madrid. A capital espanhola é o destino final de um périplo de mais de três semanas que Greta Thunberg realizou para chegar, da forma o mesmo poluente possível, à COP25 . A cimeira das Nações Unidas sobre o clima, onde, além de representantes de cerca de 200 nações, estão também as empresas.

Mas quando entre as companhias presentes estão petrolíferas, as organizações não-governamentais (ONG) não querem nem ouvi o que há para dizer. E foi precisamente essa a mensagem que um grupo de ativistas quis deixar ao abandonar de orelhas tapadas a sala onde representantes da Shell, da BP e da Chevron discursavam.

"Essas empresas estão a destruir o clima e se continuarem a poluir, não vai ser possível ficar abaixo dos 1,5 graus Celsius", afirma Laurie Van Der Burh, da ONG holandesa "From Friends of the Earth", para justificar o protesto.

Ainda esta semana, a União Europeia admitiu que, com os atuais esforços as metas climáticas para 2030 não vão ser atingidas.