Última hora

Ucranianos pressionam Zelensky na véspera da cimeira com Putin

Ucranianos pressionam Zelensky na véspera da cimeira com Putin
Tamanho do texto Aa Aa

Cerca de cinco mil ucranianos reuniram-se, este domingo, em Kiev, para pedirem ao presidente Volodymyr Zelenskiy que não ceda às pressões de Vladimir Putin quanto ao conflito no leste do país.

Encabeçados pelo ex-presidente Petro Poroshenko, os manifestantes gritavam: "Queremos uma só Ucrânia, unida".

Um deputado do partido Solidariedade Europeia explica que o objetivo da manifestação é mostrar ao presidente Zelensky as preocupações quanto à defesa dos interesses nacionais.

A manifestação surge na véspera da cimeira crucial entre Zelenskiy e Putin, que decorre esta segunda-feira, no palácio do Eliseu, em Paris.

Este encontro, o primeiro dos dois líderes, é mediado pela França e pela Alemanha, e visa reavivar os esforços para resolver o conflito no leste da Ucrânia, que, desde 2014, já matou 13 mil pessoas.

As relações entre Kiev e Moscovo têm estado congeladas. Desde 2016 que os dirigentes dos dois países não se encontram.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.