Última hora
This content is not available in your region

Ucranianos pressionam Zelensky na véspera da cimeira com Putin

euronews_icons_loading
Ucranianos pressionam Zelensky na véspera da cimeira com Putin
Tamanho do texto Aa Aa

Cerca de cinco mil ucranianos reuniram-se, este domingo, em Kiev, para pedirem ao presidente Volodymyr Zelenskiy que não ceda às pressões de Vladimir Putin quanto ao conflito no leste do país.

Encabeçados pelo ex-presidente Petro Poroshenko, os manifestantes gritavam: "Queremos uma só Ucrânia, unida".

Um deputado do partido Solidariedade Europeia explica que o objetivo da manifestação é mostrar ao presidente Zelensky as preocupações quanto à defesa dos interesses nacionais.

A manifestação surge na véspera da cimeira crucial entre Zelenskiy e Putin, que decorre esta segunda-feira, no palácio do Eliseu, em Paris.

Este encontro, o primeiro dos dois líderes, é mediado pela França e pela Alemanha, e visa reavivar os esforços para resolver o conflito no leste da Ucrânia, que, desde 2014, já matou 13 mil pessoas.

As relações entre Kiev e Moscovo têm estado congeladas. Desde 2016 que os dirigentes dos dois países não se encontram.