Indígenas em destaque na "COP Alternativa"

Indígenas em destaque na "COP Alternativa"
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Apesar de convidadas para a COP25 em Madrid, comunidades indígenas queixam-se do papel secundário que lhes é dado.

Enquanto na COP25, em Madrid, se discutem as possíveis soluções para a crise climática, não muito longe decorre a cop alternativa, a Cimeira Social pelo Clima. O objetivo é dar voz a quem tem pouca ou nenhuma na cimeira principal, como os povos indígenas, os mais afetados pelas alterações climáticas em regiões do globo como a Amazónia.

PUBLICIDADE

"A principal diferença é que na COP oficial não se diz a verdade. É apenas um espaço para negociações sobre o carbono, o petróleo, a água, a natureza e outros temas. Essas negociações fazem-se entre os governos e as empresas. Neste espaço alternativo, discute-se a realidade do que está a acontecer", disse Ninawa Inu Huni Kui, presidente da Federação do Povo Huni Kui do Estado do Acre (Brasil).

Os representantes dos indígenas foram também convidados para a cimeira oficial, mas consideram que a importância que lhes é dada é pouca, tendo em conta o impacto que sofrem.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Acordo na COP25 após braço-de-ferro com o Brasil

Búlgaros perdem 2,5 anos de vidas devido à poluição

Supremo Tribunal Federal derruba tese do marco temporal