Última hora
This content is not available in your region

Encerrado campo de refugiados de Vucjak

euronews_icons_loading
Encerrado campo de refugiados de Vucjak
Tamanho do texto Aa Aa

A pressão internacional terá levado ao encerramento do campo de refugiados de Vucjak, na Bósnia Herzegovina. A falta de condições, neste espaço perto da fronteira com a Croácia, um antigo aterro sanitário, era gritante.

No final de outubro, as autoridades de uma cidade vizinha tinham cortado o fornecimento de água. Uma medida, aparentemente, para forçar o governo a retirar os migrantes do local sobrelotado.

Centenas de refugiados que aqui viviam foram transferidos para locais onde a qualidade de vida é outra, enquanto aguardam "salvo-conduto", se o conseguirem, para partir rumo a outros países da Europa.

"Estamos contentes aqui. Temos eletricidade, um ambiente limpo e também comida", afirma um paquistanês.

"Este campo é bom. Eu vou para a Europa, Itália", diz outro migrante do mesmo país.

Do controverso campo de refugiados, paredes meias com um campo de minas, da época guerra, nada restará.

A Bósnia e Herzegovina, também devastada por um conflito étnico que fez centenas de milhares de refugiados, alberga pessoas que fugiram de conflitos no Médio Oriente, África e Ásia.