Barcelona-Real Madrid sob protestos independentistas

Barcelona-Real Madrid sob protestos independentistas
Direitos de autor The Associated PressFelipe Dana
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Protestos pela independência da Catalunha marcaram o jogo de futebol entre o Barcelona e o Real Madrid, esta quarta-feira.

PUBLICIDADE

Perante um Barcelona-Real Madrid são sempre esperados momentos de tensão. Mas, esta quarta-feira, logo às portas do Camp Nou, a festa do futebol tornou-se mais política do que nunca.

Além dos milhares de fãs habituais, cerca de cinco mil pessoas responderam ao apelo do movimento Tsunami Democrático e compareceram no recinto para gritar pela independência da Catalunha.

Na rua, uma das manifestantes alega que este "não é um clássico normal", porque "a situação na Catalunha também não é normal" e pede que libertem "os presos políticos". Reconhece que "um jogo contra o Real Madrid é sempre especial", mas defende que "o mais importante é a injustiça para com a Catalunha".

Um forte dispositivo policial de três mil agentes tentou conter os protestos. As medidas de segurança foram de tal forma excecionais que as duas equipas partilharam o hotel e chegaram juntas ao estádio.

Mas nas bancadas pôde-se ler tarjas com mensagens da Catalunha exigindo a Madrid para se "sentar e falar"; no campo, ao longo dos 90 minutos, foram caindo bolas e balões amarelos, como símbolo da luta pró-independentista.

Os ânimos exaltados acabaram por contrastar com o jogo morno, de onde as equipas saíram empatadas a zero. Os dois rivais já tinham chegado em pé de igualdade, com 35 pontos em 16 jogos,

A partida, prevista para a 10.ª jornada, era para ter acontecido a 26 outubro, mas foi adiada para esta quarta-feira, por receio de confrontos.

No entanto, a a Catalunha permanece inflamada pela tensão política, depois de, no outono, nove líderes separatistas terem sido presos, pela participação no referendo pela independência da região, em 2017.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Nulo, manifestações e confrontos num Barça-Real escaldante

Segurança máxima para o Barcelona-Real Madrid

Protestos contra condenações bloqueiam Barcelona