Migrantes do Alain Kurdi desembarcam em Itália

Migrantes do Alain Kurdi desembarcam em Itália
Direitos de autor AP/Darko BandicDarko Bandic
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os 32 migrantes tinham sido resgatados pelo barco da ONG alemã Sea Eye. Entre eles estavam dez menores, alguns muito jovens e cinco mulheres, uma das quais grávida.

PUBLICIDADE

Os 32 migrantes a bordo do barco Alan Kurdi, da ONG Sea Eye chegaram na manhã deste domingo ao porto italiano de Pozzallo. O desembarque dos passageiros foi autorizado pelo Ministério do Interior na noite de sábado, depois de avaliadas as condições de saúde dos migrantes.

Entre eles, dez menores, alguns muito jovens e cinco mulheres, uma das quais grávida.

Na rede social Twitter, o porta-voz da Sea Eye mostrou-se satisfeito com a autorização italiana. Julian Pahlke disse o desembarque rápido dos migrantes deve ser a regra, não uma exceção e que o primeiro-ministro italiano deve levantar as penas impostas às organizações não-governamentais que ajudam os migrantes, ao mesmo tempo que a União Europeia deve dar mais apoio a Itália.

Entretanto, a Comissão Europeia já iniciou, a pedido da Itália, o procedimento de recolocação de migrantes.

Recorde-se que os 32 passageiros foram resgatados na sexta-feira de um bote de borracha perto da costa da Líbia. No sábado, a tripulação foi impedida de atracar em Malta, tendo depois recebido a luz verde das autoridades italianas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Salvini julgado por recusar desembarque de migrantes: "Orgulhoso do que fiz"

A crise dos migrantes na fronteira franco-italiana

Mais de 1500 migrantes foram resgatados em quatro dias nas costas italianas