EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Unidade da Guarda Revolucionária Iraniana diz-se responsável por abate de avião

Unidade da Guarda Revolucionária Iraniana diz-se responsável por abate de avião
Direitos de autor .
Direitos de autor .
De  Nara Madeira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Um comandante da Guarda Revolucionária Iraniana assumiu a responsabilidade, em nome da sua unidade, pelo abate de um avião ucraniano.

PUBLICIDADE

Um comandante da Guarda Revolucionária Iraniana, o general Amir Ali Hajizadeh, assumiu em nome da sua unidade "total responsabilidade" pelo abate, acidental, do avião comercial ucraniano. O "Mea Culpa" foi feito durante um discurso, transmitido pela televisão estatal iraniana, este sábado.

Uma hora antes, o líder supremo do Irão apresentava as condolências às famílias das 176 vítimas mortais da queda da aeronave da Ukraine International Airlines, nas proximidades de Teerão. O aiatola Ali Khamenei pedia uma investigação ao sucedido e o apuramento de responsabilidades.

As Forças Armadas iranianas, e o próprio presidente Hassan Rohani, tinham reconhecido, este sábado, que, acidentalmente, abateram o avião. O presidente do Irão dizia ter-se tratado de um "lamentável" e "imperdoável" "erro humano".

A aeronave tinha partido da capital iraniana rumo a Kiev. Caiu pouco depois de descolar. As 176 pessoas que seguiam a bordo, entre passageiros e tripulação, morreram.

Os militares iranianos dizem agora que confundiram o avião comercial com um alvo hostil depois de terem lançado um ataque com mísseis balístico contra duas bases que abrigam tropas dos EUA, no Iraque.

A aeronave foi abatida por mísseis iranianos no meio da crescente tensão decorrente do ataque aéreo dos EUA que matou o principal general do Irão Qassem Soleimani.

Até aqui, e apesar de várias teses que apontavam para este desfecho, o Irão negava qualquer responsabilidade na tragédia. Já o presidente da companhia aérea ucraniana garantia que a culpa não era nem da tripulação nem da aeronave que explodiu causando aquilo que apelidava de uma "terrível catástrofe aérea".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

NATO admite responsabilidade do Irão na queda de avião ucraniano

Vídeo mostra suposto impacto de míssil no Boeing ucraniano

Justin Trudeau confirma abate de avião por míssil iraniano