Libaneses comemoram 100 dias de protestos

Libaneses comemoram 100 dias de protestos
Direitos de autor AP Photo/Bilal Hussein
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Apesar da nomeação de um novo governo, os manifestantes não saem das ruas de Beirute.

PUBLICIDADE

Para celebrar os 100 dias de protestos antigoverno no Líbano, centenas de pessoas saíram às ruas de Beirute.

Depois de três meses de vazio governativo, foi anunciado um novo executivo na terça-feira, mas isso não convenceu os manifestantes, que pedem um governo constituído por independentes, capaz de resolver os problemas da dívida, da crise política e levar o país a novas eleições.

Alegam que os ministros foram escolhidos de acordo com a linha que tem sido a mesma desde o fim da guerra civil, há trinta anos: o equilíbrio entre sunitas, xiitas e cristãos - e não a competência. Os protestos começaram ainda contra o governo de Saad Hariri, pedindo mais transparência na governação. Hariri acabaria por demitir-se em outubro do ano passado, e, desde então, têm sido infrutíferas as tentativas de formar um governo.

Os manifestantes ergueram barricadas no centro da capital libanesa e envolveram-se em confrontos com as forças da ordem.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Protestos em frente aos maiores bancos libaneses

Agricultores espanhóis bloqueiam estradas e autoestradas com tratores, pneus e ramos de árvores

As razões para a mega-manifestação dos agricultores em Madrid