Última hora
This content is not available in your region

"Acordo do século? Este é um projeto de ocupação", diz presidente turco sobre plano de Trump

euronews_icons_loading
euronews
euronews   -   Direitos de autor  euronews
Tamanho do texto Aa Aa

O "Plano de Paz para o Médio Oriente" de Donald Trump veio 'incendiar' os ânimos e está longe de criar estabilidade entre Israel e a Autoridade Palestiniana.

Os palestinianos dizem que o chamado "acordo do século" beneficia os israelitas. Entre vários pontos, o acordo inclui o reconhecimento de Jerusalém como a capital de Israel.

Num encontro em Istambul, o presidente turco, Recep Tayyip Erdoğan, criticou fortemente o acordo.

"O acordo do século, que acordo? Este é um projeto de ocupação.", disse Recep Tayyip Erdoğan, entre aplausos. "Não se pode mudar o destino da Autoridade Palestiniana nem de Jerusalém.", disse o chefe de Estado turco. "Estou sempre a dizer isto e repito: Jerusalém é a nossa linha vermelha.", concluiu.

Além de Jerusalém, o acordo defende também a anexação, por parte de Israel, do Vale do Jordão, entre outros pontos.

Quanto à autoridade palestiniana, o acordo prevê um domínio limitado em Gaza, em várias zonas da Cisjordânia e de algumas áreas povoadas por israelitas, em troca de uma lista de condições.