Autoridade Palestiniana corta relações com Israel e EUA

Autoridade Palestiniana corta relações com Israel e EUA
Direitos de autor Majdi Mohammed/AP
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Mahmoud Abbas revelou que recusa ficar na história como "aquele que vendeu Jerusalém", opondo-se ao plano de Donald Trump para a região.

PUBLICIDADE

O líder da Autoridade Palestiniana cortou todas as relações e compromissos de segurança com Israel e com os Estados Unidos da América.

Mahmoud Abbas fez o anúncio na capital egípcia após uma reunião extraordinária da Liga Árabe sobre o plano de Donald Trump para a região apresentado em Washington esta semana.

"Informamos que não haverá relações com Israel e os Estados Unidos, inclusive em matéria de cooperação de segurança, à luz da vossa rejeição dos acordos que foram assinados e da legitimidade internacional. Vocês, israelitas, terão de assumir a responsabilidade como potência ocupante".

Mahmoud Abbas revelou que recusa ficar na história como "aquele que vendeu Jerusalém". O anúncio espelha a revolta dos palestinianos. Na cidade de Baqa al-Gharbiya, em Israel, mais de duas mil pessoas protestaram contra os propósitos do presidente norte-americano.

Na terça-feira, Donald Trump divulgou um plano que prevê a anexação de partes da Cisjordânia ocupada por Israel e reconhece Jerusalém como capital unida do estado hebraico.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Donald Trump excluído do boletim de voto no Illinois

Primárias no Michigan: Biden vence corrida dos democratas e Trump triunfa entre republicanos

Trump vence primárias na Carolina do Sul. Nikki Haley promete manter-se na corrida