Última hora
This content is not available in your region

Turquia e Síria trocam ataques

euronews_icons_loading
Turquia e Síria trocam ataques
Direitos de autor  -
Tamanho do texto Aa Aa

O exército da Turquia atacou alvos no norte da Síria e terá morto pelo menos seis militares das forças leais a Bashar el-Assad, em retaliação por um ataque da Síria que tinha morto quatro soldados turcos e deixado nove feridos. Segundo a Turquia, o número de baixas sírias é muito maior, mais de trinta.

As tropas turcas foram para a região de Idlib como reforço e acabaram por ser atacadas, mesmo se as autoridades da Síria foram avisadas. O presidente turco Recep Tayyp Erdoğan deixou um recado à Rússia: "Os russos não são nossos interlocutores, o regime sírio sim. Não nos podem tentar impedir de agir. Não podemos ficar calados enquanto os nossos soldados são martirizados. Vamos continuar a pedir contas de tudo o que nos fazem", disse Erdoğan.

A Turquia, que apoia grupos rebeldes da Síria, enviou tropas para a região de Idlib, depois de um acordo de cessar-fogo concluído com a Rússia, aliada do regime de Bashar el-Assad. Mas a Síria, apoiada pela Rússia, intensificou as ofensivas nesta região, nos últimos tempos, desafiando assim o cessar-fogo. A Turquia e a Rússia tentam recuperar o controlo de uma autoestrada importante na zona. Idlib, tal como algumas zonas na região de Alepo, onde o exército Sírio também desenvolveu ataques, são as últimas zonas sob controlo dos rebeldes.