Movimento internacional contra central nuclear na fronteira leste da UE

Access to the comments Comentários
De  euronews
Movimento internacional contra central nuclear na fronteira leste da UE
Direitos de autor  BYBTRC/EBU

Um movimento internacional para tentar impedir a abertura da central nuclear de Astravyets, na Bielorrússia, foi lançado na Lituânia. O movimento pretende convencer a União Europeia a condicionar os laços com o país à implementação de padrões de segurança nuclear, já que a central está na fronteira leste da Lituânia.

Durante a construção da central, por uma empresa estatal russa, houve vários incidentes, nomeadamente a queda da cuba do reator de um guindaste.

"A Rússia está, claro, interessada, em primeiro, controlar a Bielorrússia através desta central nuclear. Está interessada em vender eletricidade ao mercado europeu. Há um claro interesse político e também interesses económicos", destaca o antigo ministro ucraniano dos Negócios Estrangeiros, Pavlo Klimkin.

De acordo com a Bielorrússia, a central nuclear vai aumentar a capacidade do sistema elétrico nacional até 24%.