Última hora
This content is not available in your region

Pânico nos mercados por causa do coronavírus.

euronews_icons_loading
APTOPIX Financial Markets Wall Street
APTOPIX Financial Markets Wall Street   -   Direitos de autor  Richard Drew/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

As principais bolsas europeias sofreram, esta quinta-feira, perdas históricas por causa do pânico provocado pela pandemia do coronavírus, a proibição das viagens entre os Estados Unidos e a Europa e a deceção em relação ao pacote de estímulos apresentado por Christine Lagarde, presidente do Banco Central Europeu.

O Stoxx 600, o índice que segue as 600 maiores empresas europeias, fechou a cair 11,3%. É a maior queda desde que há registo.

A Bolsa de Paris encerrou com um recorde: uma queda de 12%. Milão fechou em queda de 17% e Madrid de 14%.

A Bolsa de Londres também encerrou no vermelho, a perder 9,81%. Em Frankfurt, a queda de 12% foi a mais acentuada desde 1989.

Em Lisboa, o PSI-20 caiu 9,7% para mínimos de 24 anos.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.