Última hora
This content is not available in your region

Ogier vence no México e lidera Mundial antes do Rali de Portugal

Francês Sebastien Ogier vence Rali do México
Francês Sebastien Ogier vence Rali do México   -   Direitos de autor  LUIS RAMIREZ/EPA
Tamanho do texto Aa Aa

Sébastien Ogier (Toyota Yaris) é líder do Campeonato do Mundo de Ralis depois de vencer a prova do México, a terceira da temporada. O francês têm agora 62 pontos na tabela classificativa, antes do Rali de Portugal.

A organização mexicana decidiu dar por terminada a prova de forma a contornar as restrições que se avizinham em diversos aeroportos mundiais, pelo que não foram atribuídos os cinco pontos extra da 'power stage', uma das três especiais previstas para hoje que foram canceladas.

Desta forma, Ogier terminou com o tempo de 2:47.47,6 horas e com 27,8 segundos de vantagem sobre o campeão mundial, o estónio Ott Tanak (Hyundai i20). O finlandês Teemu Suninen (Ford Fiesta) fechou os lugares do pódio, a 37,9 segundos do vencedor.

O galês Elfyn Evans (Toyota Yaris), um dos líderes do campeonato à partida da jornada mexicana, nunca conseguiu acompanhar o ritmo do seu companheiro de equipa, terminando na quarta posição, a 1.13,4 minutos de Ogier.

O belga Thierry Neuville (Hyundai i20), o outro líder do Mundial com os mesmos 42 pontos de Evans, foi apenas 16.º classificado depois de este sábado ter regressado à prova no sistema super-rali após desistir sexta-feira com um problema elétrico no seu Hyundai.

Com estes resultados, Ogier, que igualou as seis vitórias do compatriota Sébastien Loeb no México e subiu ao comando do Mundial, com 62 pontos.

"Uma vitória é uma vitória, mas esta tem um sabor diferente de qualquer outra", assumiu o piloto da Toyota, no final.

Elfyn Evans é, agora, segundo, com 54 pontos, com Neuville em terceiro, com os mesmos 42 que tinha à partida. O piloto belga assumiu que mesmo que se tivesse disputado a 'power stage', "pouco haveria a fazer pois seria o primeiro a limpar a pista".

O finlandês Kalle Rovanpera (Toyota Yaris) é quarto, com 40 pontos, com o campeão em título apenas em quinto, com 38.

"Tínhamos ritmo para vencer a prova, mas cometi um erro [na sexta-feira] e assumo toda a responsabilidade", disse Tanak.

A Toyota lidera o Mundial de Construtores, com 110 pontos.

Devido ao cancelamento do Rali do Chile e ao adiamento do da Argentina, a próxima prova do Campeonato do Mundo é o Rali de Portugal, de 21 a 24 de maio.