Última hora
This content is not available in your region

Profissionais de saúde infetados com coronavírus

euronews_icons_loading
Profissionais de saúde infetados com coronavírus
Direitos de autor  Euronews
Tamanho do texto Aa Aa

Os hospitais espanhóis enfrentam tempos críticos, devido às dezenas de milhares de casos de coronavírus confirmados no país. Entre os infetados, há profissionais de saúde, como Paula, enfermeira em Barcelona.

"Passados os dez dias de espera, como não me tinham realizado o teste, foi um dos hospitais onde trabalho que me fez o teste. Disseram-me que em 24-72 horas me dariam os resultados. Quando vi que 12 horas depois de me terem feito o teste me ligaram, sabia que algo não estava bem e que tinha dado positivo", conta a jovem enfermeira.

Paula disse à Euronews que ainda está à espera do teste da Segurança Social, mas que todos os dias lhe perguntam como se encontra.

"Enquanto não me fizeram o teste, eu tentei manter pouco contacto com a minha mãe, com quem vivo. Não saí à rua, usava máscara, luvas, lavava as mãos, ou seja, tudo muito rigoroso, pensando que era um caso positivo, porque tinha todos os sintomas e tinha quase a certeza que era. E uma vez que soube que tinha dado positivo, continuei a tomar as mesmas medidas que até então: muita higiene, máscaras, tentar passar o mínimo tempo possível com a minha mãe... e limpeza, todos os dias, do quarto, da roupa, dos lençóis, lavagem de mãos", explica.

Fechada na própria casa, Paula tenta aproveitar o tempo da melhor maneira possível. "Há que estabelecer uma rotina e enfrentar um dia de cada vez. Cada dia é um novo dia, porque se pensarmos em tudo o que temos à nossa frente, é uma montanha que ninguém aguentaria com uma saúde mental adequada, que é aquilo de que precisamos agora", sublinha.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.