Última hora
This content is not available in your region

Primeiro-ministro francês diz que "o esforço será longo"

euronews_icons_loading
Primeiro-ministro francês diz que "o esforço será longo"
Direitos de autor  Christophe Ena/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

A Força Aérea francesa está a transportar pacientes infetados com Covid-19 de hospitais onde as unidades de cuidados intensivos já estão cheias, para outros onde ainda existem camas.

Na terça-feira, a França superou a barreira dos mil mortos e dos 20 mil contágios pelo novo coronavírus.

O primeiro-ministro francês, Edouard Philippe, diz que o pesadelo está apenas a começar: "É a emergência sanitária que nos preocupa agora e também - e será cada vez mais - o choque económico e social. Nós estamos apenas no início da crise e o presidente da República pediu hoje novamente ao Governo para utilizar todos os meios necessários ao longo do tempo. É um esforço longo para o qual nos estamos a preparar e que vamos todos juntos enfrentar".

Autarcas de várias cidades francesas, como Cannes, decidiram desinfetar as ruas onde ficam alguns dos locais mais frequentados atualmente, como farmácias e hospitais.

Em Nice, alguns jovens juntaram-se para ajudarem os mais idosos. Compram-lhes comida e medicamentos para que não tenham de sair de casa.