Última hora
This content is not available in your region

Pandemia não fecha as fronteiras da solidariedade

euronews_icons_loading
Pandemia não fecha as fronteiras da solidariedade
Direitos de autor  Luca Bruno/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

A Albânia vai enviar um grupo de 30 médicos e enfermeiros para a vizinha Itália, o país para o qual milhares de albaneses imigraram depois da queda do regime comunista no país, em 1990. A decisão do governo, publicada no Diário Oficial do país, prevê uma reserva orçamental para que este grupo seja pago pagos todos os meses.

Os hospitais alemães recebem doentes graves que chegam de hospitais franceses Nos próximos dias, o país vai receber 14 vítimas de coronavírus de Itália e da França. A maior parte dos estados alemães já adotou o isolamento social para evitar a propagação da pandemia.

Os franceses responderam em massa ao apelo para doações de sangue, fundamentais não apenas para os doentes mais graves da Covid-19 mas para todas as outras emergências que fazem parte da rotina normal dos hospitais.

As comunidades no Reino Unido estão mobilizadas para apoiar quem combate diariamente o coronavírus. Um grupo fundado há pouco mais de uma semana, em Londres, já angariou mais de 43 mil euros de donativos online, provenientes da Austrália e dos Estados Unidos, para fornecer refeições aos funcionários que estão na linha da frente do combate.