Última hora
This content is not available in your region

Com quase 250 mil casos crise do coronavírus agrava-se nos EUA

euronews_icons_loading
Com quase 250 mil casos crise do coronavírus agrava-se nos EUA
Direitos de autor  Jeff Roberson/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

O governo dos Estados Unidos equaciona recomendar o uso generalizado de máscaras à semelhança do que já fizeram os presidentes da câmara de Los Angeles e Nova Iorque. Ainda em debate, a ideia foi explicada pelo presidente Donald Trump numa altura em que o país já regista quase 250 mil casos de Covid-19, ao somar mais 30 mil contágios em 24 horas. Um dos motivos que faz hesitar as autoridades, é o facto de as máscaras poderem criar uma falsa sensação de segurança.

Trump anunciou que pretende começar a transferir fundos para financiar o tratamento a quem não tem seguro de saúde. "Vamos tentar avançar com pagamentos às pessoas e trabalhamos nos nesses mecanismos legais. Por isso, vamos tentar avançar com os pagamentos porque não basta apenas abrir processos", declarou.

Trump insta as autoridades estaduais a fazerem a sua parte e explica que o governo federal faz a sua parte, pelo menos no aprovisionamento de ventiladores.

"Os ventiladores começam dentro de uma semana e meia mas haverá uma altura em que vamos começar a encher estoques. Já agora, os Estados já deviam ter criando os seus estoques. Nós já temos quase 10 mil ventiladores e continuamos a reforçar o estoque. Mas os Estados também deveriam fazer isso. Nós somos apenas uma reserva de segurança. Não somos um posto de atendimento e temos feito um trabalho incrível", disse.

Mas ventiladores apenas não basta, o país está a caminho de se tornar no pior palco da crise de coronavírus e há registos de falta de equipamento e de proteção para os profissionais de saúde. Há mesmo relatos de que alguns enfermeiros ou médicos usam sacos de plástico para se protegerem.