Última hora
This content is not available in your region

EUA em desespero com Covid-19

euronews_icons_loading
EUA em desespero com Covid-19
Direitos de autor  Frank Franklin II/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

Nova Iorque está a viver uma situação de desespero. A epidemia de COVID-19 continua a crescer nos Estados Unidos e a fazer mais de mil mortos todos os dias. No domingo, foram anunciadas mais 1.165 mortes. O total deve atingir as dez mil, esta segunda-feira.

Bill de Blasio, presidente da Câmara de Nova Iorque, a cidade mais devastada pela epidemia, lançou um apelo. Diz que, se não chegarem novos ventiladores à cidade, os atuais deixam de ser suficientes já a partir desta quarta-feira.

O presidente Donald Trump pede que a cloroquina, um medicamento defendido por um médico francês e alvo de alguns testes, seja administrada aos pacientes americanos.

"Adoraria ir a um laboratório e passar um par de anos a testar alguma coisa, mas não temos tempo. Não temos sequer duas horas, porque há pessoas a morrer neste preciso momento. Se ajudar, ótimo. Se não ajudar, pelo menos tentámos", disse o presidente.

Adoraria ir a um laboratório e passar um par de anos a testar alguma coisa, mas não temos tempo.
Donald Trump
presidente dos eua

O maior centro de exposições dos Estados Unidos, o McCormick Place, em Chicago, está a ser transformado em hospital de campanha pela Agência Federal de Gestão de Emergências. Hospitais semelhantes estão também a ser preparados em Nova Iorque e Detroit.

Os Estados Unidos são o país com mais casos de COVID-19 em todo o mundo, com mais de 336 mil doentes.