EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

OMS alerta para o agravamento das condições em África

OMS alerta para o agravamento das condições em África
Direitos de autor Brian Inganga/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Direitos de autor Brian Inganga/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
De  Francisco Marques
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Quénia e Somália são duas zonas em que a pandemia poderá ter efeitos devastadores

PUBLICIDADE

A Organização Mundial da Saúde, OMS, lançou o alerta relativamente a vários subúrbios da capital do Quénia, Nairobi.

Para a OMS estas zonas representam um risco elevado de infeção.

As autoridades de saúde quenianas já iniciaram uma campanha de testes em massa a fim de conterem o avanço deste novo coronavírus no país.

"Neste momento consigo apenas vender um quarto dos produtos que vendia o que está a agravar a situação pois não posso pagar a renda e alimentar os meus filhos. Espero que o teste do Covid-19 venha a dar negativo para então poder regressar ao trabalho", adianta Monica Wairimu, uma residente do subúrbio de Kawangware.

Na Somália, a situação é ainda mais grave, afirma a OMS.

O número de casos tem vindo a aumentar e o governo optou por organizar um controlo mais abrangente da população.

No entanto, um carregamento de testes proveniente da China encontra-se bloqueado.

Nos campos de refugiados a situação é ainda mais grave.

Uma requerente de asilo, Halima Abdia Mumin, diz-nos que o campo onde se encontra, o Jawle dois, está sobrelotado.

Em algumas tendas e abrigos, vivem duas ou três familias, adianta.

O alastramento do Covid-19 faz temer o pior...

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

África mantém epidemia abaixo dos registos europeu e sul-americano

Países africanos endurecem medidas contra a Covid-19

Covid-19 avança em África