Última hora
This content is not available in your region

África supera as 1800 mortes e 44 mil casos de covid-19

APTOPIX Virus Outbreak South Africa
APTOPIX Virus Outbreak South Africa   -   Direitos de autor  Jerome Delay/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

A covid-19 já provocou mais de 1800 mortes em cerca de 44 mil casos de infeção em 53 países de África, segundo adiantou hoje o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC).

Os dados mais recentes indicam uma subida de 1754 para 1801 óbitos e de 42713 para 44483 casos positivos da infeção provocada pelo novo coronavírus. Já o número de doentes recuperados subiu de 14.152 para 14.921.

A Argélia é o pa´ís com mais vítimas mortais, ao registar 463 em 4474 casos, seguida do Egito, com 429 mortos e 6.465 infetados, Marrocos (174 vítimas e 4.903 casos), África do Sul (131 mortos e 6.783 casos) e Nigéria (87 mortos e 2.558 infetados).

Apenas o Lesoto e a República Saarauí continuam sem registo oficial de casos de covid-19.

Entre os países africanos lusófonos, a Guiné-Bissau é o que tem mais infeções, com 257 casos, incluindo o primeiro-ministro no poder e mais três membros do seu Governo, e regista uma morte.

Cabo Verde tem 165 casos e duas mortes, São Tomé e Príncipe regista 3 óbitos e 161 infetados, Moçambique tem 80 casos positivos e Angola tem 35 registos de infeção de covid-19 e 2 mortos.

Já a Guiné Equatorial, que está integrada na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), mantém há vários dias 315 casos positivos de infeção e um morto.