Última hora
This content is not available in your region

Ajudar sem-abrigo a lutar contra o coronavírus

euronews_icons_loading
Ajudar sem-abrigo a lutar contra o coronavírus
Direitos de autor  Andre Penner/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

Ajudar os mais desfavorecidos, particularmente vulneráveis à pandemia de coronavírus: é o objetivo que se impôs um padre brasileiro, Júlio Lancellotti, que coordena uma congregação da zona leste de São Paulo.

Na Igreja São Miguel Arcanjo, já servia o pequeno almoço, todos os dias, a cerca de 600 sem-abrigo, que passaram a receber também diariamente gel desinfetante e máscaras.

A situação que estamos vivendo agora deixou mais claro o grande drama da desigualdade. Até saiu nestes dias um post [nas redes sociais] que diz: 'Não dá para dizer que estamos todos no mesmo barco. Nós estamos no mesmo mar, uns de iate, outros nadando...'.
Júlio Lancellotti
padre, coordenador da Pastoral da Rua

Lancellotti decidiu promover a iniciativa para colmatar as falhas do governo. Oficialmente, São Paulo conta com mais de duas dezenas de sem-abrigo mortos devido ao coronavírus, mas o número real pode ser bastante superior.

O Brasil contabiliza já mais de 11.000 mortos e o número de casos confirmados aproxima-se dos 163.000, segundo os últimos números do Ministério da Saúde. Com mais de 3700 mortes, São Paulo continua a ser o principal foco da epidemia no país.