Última hora
This content is not available in your region

Índia anuncia nova fase de alerta e China quer testar 11 milhões

euronews_icons_loading
Milhares de pessoas junto à estação de comboios em Nova Deli, na Índia
Milhares de pessoas junto à estação de comboios em Nova Deli, na Índia   -   Direitos de autor  Manish Swarup/Associated Press
Tamanho do texto Aa Aa

As filas junto à estação dos comboios em Nova Deli crescem na proporção do desemprego na Índia. Sem trabalho, os indianos migram para as zonas rurais onde têm família. O gigante asiático tem conseguido controlar a propagação da Covid-19, mas a economia já fez soar todos os sinais de alarme.

O primeiro-ministro Narendra Modi anunciou esta terça-feira um pacote de 20 biliões de rupias - mais de 245 mil milhões de euros - para a recuperação das empresas. Sem detalhar, Modi aproveitou para anunciar uma nova fase do estado de emergência a partir da póxima semana.

Na Coreia do Sul, o plano de desconfinamento teve um importante revés. As autoridades encerraram novamente os estabelecimentos noturnos depois de mais de 100 casos terem tido origem num único paciente que percorreu vários bares e discotecas da capital. Seul está a usar a informação dos telemóveis para encontrar e testar outros contactos.

Testar toda a população é agora o objetivo das autoridades chinesas em Wuhan, a cidade onde se registou o primeiro caso da doença. O plano é fazer 11 milhões de testes. A cidade chegou a ser declarada livre da doença, mas voltou a registar seis novos casos no fim de semana.

O presidente chinês marcou presença a reabertura de vários monumentos ao público. Oficialmente, a China apenas registou uma infeção pelo novo coronavírus esta terça-feira