Última hora
This content is not available in your region

Retomar a "livre circulação de pessoas" em segurança

euronews_icons_loading
Lisboa, Portugal
Lisboa, Portugal   -   Direitos de autor  Armando França/The Associated Press
Tamanho do texto Aa Aa

Preparar medidas para que a livre circulação de pessoas seja restabelecida. Os ministros dos Negócios Estrangeiros de 11 países da União Europeia acertaram o passo esta segunda-feira numa reunião agendada pela Alemanha.

O objetivo é definir uma abordagem coordenada para a retoma da atividade turística. A videoconferência contou com representantes da Alemanha, Áustria, Bulgária, Chipre, Croácia, Espanha, Grécia, Itália, Malta, Portugal e Eslovénia

Nas palavras do chefe da diplomacia alemã, pretende-se dar garantias e "criar condições para que as férias de verão sejam possíveis, mas com responsabilidade e segurança". Heiko Maas afirma que é preciso dizer às pessoas de forma muito clara que "vão existir restrições em todo o lado: nas praias, nos restaurantes, no centro das cidades" e que todos "têm de estar preparados para isso."

Em delarações à agência Lusa, o ministro português dos Negócios Estrangeiros, que participou na videoconferência, sublinha a necessidade de garantir segurança a quem visita e a quem é visitado. Augusto Santos Silva considera que só pode "haver uma verdadeira retoma do turismo se as pessoas sentirem confiança".

O ministro português mostra-se otimista e anunciou uma segunda ronda destas negociações, no início de junho, quando todos os países tiverem melhor perceção sobre a evolução do combate à pandemia.

Num comunicado conjunto, os 11 países dizem ser “fundamental garantir que os nossos cidadãos podem não só viajar livremente dentro da Europa, como regressar a casa em segurança”.

“Acreditamos que restaurar a liberdade de movimentos transfronteiriços pode ser levado a cabo de forma progressiva, se as tendências positivas que se têm verificado continuarem a indicar a existência de situações epidemiológicas comparáveis em países de origem e países de destino”, disseram os responsáveis das diplomacias dos 11 países.

Santos Silva diz que, a par desta reunião, Portugal, está em contacto com outros países que são relevantes a nível turístico, como o Reino Unido e os países nórdicos, para estabelecer idênticos protocolos de ação para a retoma do turismo e da circulação de pessoas.

No comunicado conjunto, os países que hoje reuniram pedem à indústria do turismo para “aproveitar as próximas semanas para tomar as devidas medidas de prevenção para que possam proteger os viajantes, assim que a liberdade de movimento e de viagem seja reposta”, acreditando que o combate à crise sanitária está a ficar controlado.