Última hora
This content is not available in your region

Europa prepara-se para o verão

euronews_icons_loading
video
video   -   Direitos de autor  .
Tamanho do texto Aa Aa

A Europa levanta, gradualmente, as restrições impostas para combater a pandemia da covid-19. A recuperação económica é agora uma urgência e o setor do turismo uma prioridade.

A Grécia planeia reabrir os hotéis no próximo mês e em julho pretende retomar os voos charter internacionais. No entanto, a segurança é uma prioridade.

"Serão retiradas amostras e realizados testes ao coronavírus, aos visitantes. Os protocolos gerais de saúde serão cumpridos, sem, no entanto, ofuscar o nosso sol brilhante ou as belezas naturais da Grécia", anunciou o primeiro-ministro grego, Kyriakos Mitsotakis.

O anúncio grego surge depois dos ministros do turismo da União Europeia terem concordado em fazer "o que for preciso para a rápida e plena recuperação do turismo europeu", que contribui para quase 10% do Produto Interno Bruto do Bloco.

Itália está, também, a organizar-se para voltar a seduzir os turistas, anunciando que todos os aeroportos poderão reabrir no dia três de junho para voos nacionais e internacionais.

"O verdadeiro ponto de viragem será a abertura das nossas fronteiras, porque para pessoas como nós, cujos clientes são 60% estrangeiros, é importante saber quando é que poderão vir de férias para Itália", sublinha o gerente de um hotel, Cristofer De Zotti.

A Comissão Europeia propôs, já, um levantamento gradual das restrições de viagens em todo o bloco, mas para já, a França só permite viagens essenciais a partir do estrangeiro. As praias estão abertas, mas os banhos de sol estão proibidos.

Entretanto, a Eslovénia declarou que tenciona oferecer aos seus cidadãos vales de 200 euros para incentivá-los a passar férias no próprio país.

Em Espanha, o mais provável é que os turistas estrangeiros sejam autorizados a regressar primeiro às ilhas espanholas e depois às principais cidades do continente. O abrandamento de um dos bloqueios mais rigorosos da Europa é feito região por região.

Barcelona, que tem sido duramente atingida pelo novo coronavírus, começa a reabrir os parques e praias, mas apenas para os residentes.

Em Portugal, o Governo de António Costa já sublinhou que os turistas poderão regressar ao país este verão e pediu aos portugueses que optem pelos destinos nacionais.