Última hora
This content is not available in your region

Espanhol bloqueado em paraíso angolano

euronews_icons_loading
Ruben Alonso
Ruben Alonso   -   Direitos de autor  LUSA TV
Tamanho do texto Aa Aa

Atravessou 17 países africanos em bicicleta,fez mais de 26 mil quilómetros e a ideia do espanhol Ruben Alonso Elorza era continuar.

Só que chegou a pandemia, as fronteiras fecharam-se e este basco de 47 anos viu-se bloqueado em Angola. Mais concretamente em Cabo Ledo, uma praia paradisíaca duas horas a sul de Luanda.

Ruben até teve a opção de regressar à Europa. Mas entre enfrentar a quarentena em casa ou aqui, a escolha não foi complicada.

"Falei com a minha família, que estava bem, a fazer quarentena. Para mim, regressar seria ficar em quarentena em casa. Entre ficar em casa ou ficar neste paraíso, decidi ficar no paraíso. Aliás, fui convidado para ficar. Queria conhecer África com os meus próprios olhos. O que vejo na televisão não é a realidade africana. A televisão passa sempre as mesmas coisas: violência, infelicidade. Eu encontrei o contrário: gente boa, que me deu as boas-vindas. Maravilhoso", diz.

Já lá vão mais de dois meses, Ruben não sabe se vai poder prosseguir o périplo africano. Mas tudo indica que não está muito preocupado.