Última hora
This content is not available in your region

Governo do Reino Unido autoriza treinos com contacto mas desportistas podem recusar

Manchester United's Fred, left, and Chelsea's N'Golo Kante battle for the ball
Manchester United's Fred, left, and Chelsea's N'Golo Kante battle for the ball   -   Direitos de autor  Ian Walton/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

O regresso do desporto profissional aproxima-se no Reino Unido. O governo britânico publicou esta segunda-feira as linhas de orientação para a segunda fase do regresso à atividade para os desportistas de elite. O documento de sete páginas sublinha que a última palavra será sempre dos desportistas e que estes não podem ser prejudicados se optarem por não regressar aos treinos.

É o caso de N'Golo Kanté e Troy Deeney, dois futebolistas que preferiram ficar de fora na primeira fase de regresso ao trabalho, com grupos reduzidos e respeito pela distância de segurança.

A segunda permite o contacto físico nos treinos. A Premier League irá discutir a medida esta quarta-feira mas é pouco provável que seja chumbada, até porque é a única forma para um regresso à competição, mesmo à porta fechada, a partir de um de junho.

No fim de semana, a liga inglesa tinha anunciado que dos 1744 testes efetuados a jogadores e funcionários dos clubes, apenas oito tinham acusado covid-19, entre os quais jogadores de Watford e Bournemouth.