Última hora
This content is not available in your region

A importância das algas na economia e na saúde

euronews_icons_loading
euronews
euronews
Tamanho do texto Aa Aa

Na Europa, não é frequente pensarmos nas algas marinhas como um alimento. A nossa indústria de algas é ainda relativamente pequena, dependendo sobretudo da recolha de algas marinhas selvagens.

Mas com a pressão crescente sobre os recursos em terra, essa é uma realidade em mudança. Esta exploração biológica de algas nos Países Baixos pode ajudar-nos a imaginar uma indústria costeira em expansão num futuro próximo.

De acordo com a União Europeia e a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura, os produtos do mar, incluindo as algas, vão ser cada vez mais importantes para a segurança alimentar mundial.

Com métodos agrícolas sustentáveis, podemos aumentar a produção de algas marinhas sem prejudicar o ambiente.

Como fonte de vitaminas, minerais, antioxidantes e proteínas, as algas enquadram-se num sistema alimentar sustentável para a Europa.

E podem fornecer mais do que alimentos. As explorações de algas marinhas contribuem para a captação de carbono, atenuando as alterações climáticas. Na alimentação animal, podem reduzir a dependência europeia da soja importada e contribuir para a luta contra a desflorestação.

Em conformidade com o Acordo Verde Europeu, a cultura de algas apoiam o crescimento económico sustentável, o emprego e a bioeconomia nas regiões costeiras e em toda a Europa. Por essa razão, a União Europeia incluiu na Estratégia "Da Exploração Agrícola até à Mesa" um apoio específico ao setor das algas.