EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Estátuas de Colombo vandalizadas nos EUA

Estátuas de Colombo vandalizadas nos EUA
Direitos de autor Steven Senne/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Direitos de autor Steven Senne/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Atos de vandalismo multiplicam-se no país

PUBLICIDADE

A estátua de Cristóvão Colombo decapitada e pintada de vermelho. A figura do explorador foi alvo da fúria dos movimentos sociais contra o racismo, nos Estados Unidos. As marchas de protesto têm vindo a abalar o país depois da morte de George Floyd.

Um grupo de manifestantes derrubou o monumento em homenagem a Colombo, no estado do Minnesota. Os ativistas consideram a estátua de bronze como um símbolo da escravidão no país e do genocídio dos povos nativos.

**_"É algo poderoso conseguirmos desmantelar todo a estrutura deste país. Assim como as verdades e as mentiras que foram contadas sobre Cristóvão Colombo e sobre o seu bom trabalho - é tudo mentira. O fato de ter sido derrubado com toda a gente a aplaudir e através da iniciativa do povo indígena é algo que considero muito poderoso ", _**disse Dorene Day, uma das fundadoras do movimento dos ativistas nativo americanos

Os atos de vandalismo continuaram em Boston. Na quarta-feira, a cabeça de uma estátua do explorador foi retirada e quebrada. As estátuas são alvo de controvérsia e não é a primeira vez que são vandalizadas.

A destruição de património tem lugar um pouco por todo o país. Monumentos de homenagem a Cristóvão Colombo erguidos em Richmond, na Virgínia ou em Miami também sofreram atos de vandalismo.

Há muito que os ativistas nativo americanos denunciam os efeitos negativos da colonização e o genocídio dos seus antepassados. O movimento contra a figura de Cristóvão Colombo não é novo, mas ganhou momento com os protestos contra o racismo e voltou em grande força nos Estados Unidos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Diretor de galeria exige sanções severas para vandalismo de corredor histórico em Florença

Lituânia retira monumento soviético da capital

Berlim mostra como se "arrumam" estátuas polémicas