Última hora
This content is not available in your region

Surto em matadouro alemão infetou mais de 1500 pessoas

euronews_icons_loading
Surto em matadouro alemão infetou mais de 1500 pessoas
Direitos de autor  AFP
Tamanho do texto Aa Aa

Em Gütersloh, na Alemanha, centenas de pessoas fazem fila para o teste ao Coronavírus e poderem assim ir de férias. Esta cidade, no Estado da Renânia do Norte-Vestefália, é o centro do novo surto de Covid-19 que está a preocupar a Alemanha e levou já o governo da vizinha Áustria a desaconselhar viagens a esta região. O surto começou numa fábrica de transformação de carne da empresa Tönnies. A situação é preocupante, como lembrou o ministro-presidente da região no parlamento estadual.

Disse Armin Laschet: "Estamos a lidar com o maior foco da Renânia do Norte-Vestefália e da Alemanha. Tendo em conta a grande distribuição geográfica dos empregados da Tönnies, por mais de 1300 locais diferentes, este surto comporta um grande risco epidémico.

Gütersloh e a cidade vizinha de Warendorf são as localidades mais afetadas. Cerca de 650 mil pessoas, na área destas duas cidades, foram postas em confinamento.

A fábrica fechou já o matadouro, o maior da Europa. Mais de 1500 funcionários terão contraído o vírus. Trata-se, sobretudo, de trabalhadores estrangeiros, oriundos do leste da Europa, que vivem em condições degradantes, segundo uma ONG citada pela Deutsche Welle.