EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Surto em matadouro alemão infetou mais de 1500 pessoas

Surto em matadouro alemão infetou mais de 1500 pessoas
Direitos de autor AFP
Direitos de autor AFP
De  Ricardo Figueira
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O Estado da Renânia do Norte-Vestefália está em alerta máximo devido à Covid-19

PUBLICIDADE

Em Gütersloh, na Alemanha, centenas de pessoas fazem fila para o teste ao Coronavírus e poderem assim ir de férias. Esta cidade, no Estado da Renânia do Norte-Vestefália, é o centro do novo surto de Covid-19 que está a preocupar a Alemanha e levou já o governo da vizinha Áustria a desaconselhar viagens a esta região. O surto começou numa fábrica de transformação de carne da empresa Tönnies. A situação é preocupante, como lembrou o ministro-presidente da região no parlamento estadual.

Disse Armin Laschet: "Estamos a lidar com o maior foco da Renânia do Norte-Vestefália e da Alemanha. Tendo em conta a grande distribuição geográfica dos empregados da Tönnies, por mais de 1300 locais diferentes, este surto comporta um grande risco epidémico.

Gütersloh e a cidade vizinha de Warendorf são as localidades mais afetadas. Cerca de 650 mil pessoas, na área destas duas cidades, foram postas em confinamento.

A fábrica fechou já o matadouro, o maior da Europa. Mais de 1500 funcionários terão contraído o vírus. Trata-se, sobretudo, de trabalhadores estrangeiros, oriundos do leste da Europa, que vivem em condições degradantes, segundo uma ONG citada pela Deutsche Welle.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Combate às desigualdades entre trabalhadores

Alemanha "preocupada" com resultados das eleições francesas apesar da derrota da extrema-direita

Euro 2024: Elefante Bubi prevê vitória da Alemanha contra a Dinamarca