Última hora
This content is not available in your region

Facebook reforça medidas de combate ao discurso de ódio

euronews_icons_loading
Facebook reforça medidas de combate ao discurso de ódio
Direitos de autor  Jeff Chiu/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

O Facebook cedeu à pressão e irá colocar um travão às mensagens de cariz racista e violento nas suas plataformas. O gigante das redes sociais estava sob fogo cerrado pela atitude demasiado branda com o discurso de ódio e várias empresas retiraram mesmo os anúncios da plataforma.

O diretor-executivo, Mark Zuckerberg, reagiu e disse que iriam "adotar uma nova política para proibir discurso de ódio nos anúncios" e também "começar a assinalar conteúdos com interesse noticioso que possam violar as políticas da empresa".

An update from our company town hall.

An update from our company town hall.

Publiée par Mark Zuckerberg sur Vendredi 26 juin 2020

O Facebook segue assim os passos do Twitter, que já coloca um rótulo de verificação nas notícias falsas. A medida gerou polémica quando o rótulo começou a ser colocado em várias publicações partilhadas pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.