Última hora
This content is not available in your region

"Confinados" no trânsito a caminho das férias

euronews_icons_loading
Engarrafamento na Croácia
Engarrafamento na Croácia   -   Direitos de autor  AP Photo/Sasa Kavic/ Arquivo
Tamanho do texto Aa Aa

Croácia e França registaram este sábado longas filas de trânsito provocadas por milhares de turistas a viajar de carro rumo a destinos de férias apesar de a pandemia se manter bem ativa por toda a Europa.

Pristižu nove brojke novozaraženih u Hrvatskoj

Publiée par Index.hr sur Dimanche 12 juillet 2020

As autoridades de saúde croatas registaram sábado 140 novas infeções, o mais alto número de casos diários desde a chegada da pandemia ao país, onde foram coincidentemente ativadas novas regras de entrada de estrangeiros, mas nem por isso a Croácia deixou de atrair turistas.

De manhã, por exemplo, as filas de trânsito oriundo da Eslovénia, a caminho da península croata de Istria, eram intensas e houve mesmo quem demorasse três horas só para passar a fronteira.

Estima-se que cerca de meio milhão de turistas da Europa Central, sobretudo da Alemanha, estejam neste momento na Croácia em gozo de férias.

Devido à epidemia, que já afetou mais de 3.600 pessoas e mantém 1.088 casos ativos no país, a Croácia estima uma redução de 40 por cento nos habituais visitantes de verão.

As novas regras já em vigor autorizam a entrada de cidadãos externos à União Europeia e ao Espaço Schengen, mas limitam os cidadãos estrangeiros exigindo um teste à covid-19 negativo realizado nas últimas 48 horas ou impondo uma quarentena de 14 dias após entrada no país.

Na segunda-feira, são ativadas mais regras anti-covid-19 na Croácia, nomeadamente para a organização de eventos com mais de 100 pessoas e a obrigatoriedade do uso de máscaras alargada dos transportes públicos aos estabelecimentos comerciais.

Mais de 650 novas infeções em França

Em França, o trânsito intensificou-se também este fim de semana, marcada também pelo registo de mais 658 novas infeções pelo novo coronavírus e mais 25 mortes no quadro da epidemia.

Aproveitando o tempo quente de norte a sul do chamada "hexágono" gaulês e a ponte para o feriado do Dia da Bastilha, na terça-feira, foram muitas as pessoas que decidiram viajar em busca de umas mini-férias.

No sábado, de acordo com o Bison Futé, um serviço público de ajuda no trânsito, chegou a haver engarrafamentos com mais de 900 quilómetros e para muitos, em França, boa parte deste fim de semana terá sido passado em "confinamento" na estrada.