Donald Trump quer adiar presidenciais por não confiar no voto por correio

Donald Trump quer adiar presidenciais por não confiar no voto por correio
Direitos de autor JIM WATSON / AFP
De  Ana Serapicoseuronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O presidente dos EUA diz que sistema não é fiável e eleições vão acabar por resultar no escrutínio mais fraudulento de sempre

PUBLICIDADE

O presidente norte-americano, Donald Trump, evocou, pela primeira vez, a possibilidade de adiar as eleições presidenciais de novembro, alegando a existência de riscos de fraude ligadas à pandemia de covid-19.

"Eu quero que se faça as eleições, mas também não quero esperar três meses e depois descobrir que há boletins de voto perdidos e a eleição não significa nada.", disse o chefe de Estado numa conferência de imprensa. 

"É isso que vai acontecer. É senso comum. E toda a gente sabe disso. Pessoas inteligentes sabem disso. Pessoas estúpidas podem não saber. E algumas pessoas não querem falar sobre isso, mas sabem-no. ", concluiu Trump, perante uma sala cheia de jornalistas. 

Depois da conferência, Donald Trump recorreu ao 'segundo palco', o Twitter, onde respondeu a criticas e voltou a deixar a sugestão de adiar as eleições.

"Com o voto por correspondência […] 2020 terá as eleições mais inexatas e fraudulentas da história”, escreveu Trump na rede social. 

"Será uma verdadeira vergonha para os EUA. Adiar as eleições até que as pessoas possam votar normalmente, com toda a segurança?”, acrescentou.

Em plena pandemia, e a perante uma das maiores crises económicas e sociais do país, Donald Trump centra as atenções no novo coronavíus, na economia, e no dia eleitoral, que vai defender o futuro da casa branca.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Trump sugere adiamento das presidenciais de novembro por receios de fraude

Donald Trump reforça segurança em Chicago

Processo de seleção do júri promete atrasar julgamento de Trump