Última hora
This content is not available in your region

Extermínio dos Roma e Sinti comemorado em Auschwitz-Birkenau

euronews_icons_loading
Extermínio dos Roma e Sinti comemorado em Auschwitz-Birkenau
Direitos de autor  Ariel Schalit/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

Decorreu este domingo, no antigo campo de concentração de Auschwitz-Birkenau, a cerimónia de homenagem aos ciganos Roma e Sinti, exterminados pelo regime nazi.

Este ano, a cerimónia organizada pela Sociedade Roma da Polónia e pelo Museu do Campo de Auschwitz-Birkenau, foi bastante reduzida devido à pandemia da Covid-19.

O regime nazi desenvolveu aquilo a que chamou a "Solução Final da Questão Cigana", uma política de extermínio que passava por trabalho escravo, experiências pseudocientíficas, fuzilamentos e, por fim, as câmaras de gás.

Estima-se que tenham sido exterminados 500 mil ciganos das etnias Roma e Sinti, 4300 dos quais num só dia - 2 de agosto de 1944 - nas câmaras de gás do campo n° 2 de Auschwitz-Birkenau.

Ainda hoje não há certeza sobre o número de ciganos desaparecidos por falta de fontes escritas sobre este capítulo do terror nazi.