Última hora
This content is not available in your region

Inaugurada nova ponte de Génova

euronews_icons_loading
Inaugurada nova ponte de Génova
Direitos de autor  Luca Bruno/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

Dois anos depois um arco-íris num dia de chuva assinala a inauguração da nova ponte de Genova. Mas nada apaga o chuvoso 14 de agosto de 2018, dia em que antiga ponte Morandi colapsava e arrastava consigo a vida de 43 pessoas.

Foi uma inauguração sóbria em que os familiares das vítimas não compareceram. Uma moderna estrutura nasceu dos escombros da anterior em apenas 12 meses.

A inauguração começou com o hino nacional e a leitura dos nomes das pessoas que perderam a vida no desastre.

"Foi uma grande oportunidade para nós por inúmeras razões, quisemos ajudar o país. E essa foi a razão principal, mas também obrigado pela atenção que os media nos deram. Mostrámos a toda a gente que foi possível fazermos", explica Nicola Meistro, diretor de operações da "Webuild".

Egle Possetti, que perdeu os filhos, o marido e a irmã no colapso da ponte, é porta-voz de um grupo de familiares das vítimas. Diz que não quis participar na cerimónia. "Não quisemos fazer parte, estar lá com o peso de tudo o que aconteceu naquele dia teria sido devastador. Não se trata de polémica, apenas queremos que respeitem a nossa dor", diz.

Apesar dos apelos para que justiça seja feita, uma coisa é certa: a memória das vítimas nunca se perderá. 43 luzes vão ficar iluminadas na ponte para que não se esqueça a tragédia.