EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Juan Carlos estará na República Dominicana

Juan Carlos
Juan Carlos Direitos de autor Daniel Ochoa de Olza/AP
Direitos de autor Daniel Ochoa de Olza/AP
De  Patricia Tavares
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Pedro Sánchez diz desconhecer paradeiro do antigo rei de Espanha.

PUBLICIDADE

Juan Carlos estará num complexo residencial na República Dominicana. Trata-se de uma grande infraestrutura hoteleira, localizada na cidade costeira de La Romana, a cerca de 100 km de Santo Domingo.

O rei emérito de Espanha terá viajado no último final de semana até à cidade de Sanxenxo, em Pontevedra, onde terá atravessado a fronteira de carro até ao Porto, em Portugal, para apanhar um voo para a República Dominicana.

O primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez, disse desconhecer o paradeiro do antigo rei de Espanha. Sánchez sublinhou o afastamento do rei emérito da instituição monárquica, reiterando que Juan Carlos não terá tratamento previligiado na justiça.

Honestamente, creio que o mais importante é que o Sr. Juan Carlos disse que se coloca à disposição da justiça como qualquer outro espanhol, como qualquer outro espanhol cabe à pessoa dele ou à Casa Real divulgar esta informação e não ao governo de Espanha - são duas instituições diferentes.
Pedro Sánchez
Primeiro-ministro de Espanha

Um comunicado do rei emérito a pedir para abandonar o país foi divulgado horas depois de Juan Carlos I ter saído do palácio da Zarzuela. O rei emérito argumenta que tomou a decisão de deixar o país para ajudar seu filho, o atual rei Felipe VI, "a exercer as suas responsabilidades".

Disse tratar-se de “decisão ponderada”, perante as consequências públicas dos escândalos relacionados com a sua vida privada.

O rei emérito da Espanha está envolvido num escândalo de corrupção e branqueamento de capitais e tem sido criticado em praça pública.

Uma conta secreta na Suíça, negócios em paraísos fiscais e as revelações de Corinna Larsen - uma antiga amante - abalaram os alicerces da monarquia espanhola chocando a opinião pública.

O advogado do ex-rei, Javier Sánchez-Junco, garante que o seu cliente não está a tentar fugir da justiça e que está disposição do Ministério Público para colaborar com as investigações.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Herdeira da Coroa de Espanha jurou respeito pela Constituição

Sarah Fergusson, duquesa de York, diagnosticada com cancro de pele

Líderes europeus felicitam rei Carlos III