EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Primeiro dia do processo dos atentados de 2015 em Paris

Primeiro dia do processo dos atentados de 2015 em Paris
Direitos de autor Michel Euler/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Direitos de autor Michel Euler/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Onze pessoas sentam-se no banco dos réus e outras três são julgadas à revelia

PUBLICIDADE

Tensão e emoção marcaram o primeiro dia do processo, já classificado como "histórico", dos atentados de janeiro de 2015 em Paris. No banco dos réus, onze suspeitos são acusados de terrorismo nos ataques contra o diário satírico Charlie Hebdo e um supermercado da capital francesa, que se saldaram em 17 mortos e provocaram uma onda de choque internacional. Os atentados foram reivindicados pelo grupo extremista Estado Islâmico.

Os onze acusados no tribunal, mais outros três julgados à revelia - que fugiram depois dos ataques para o Iraque e a Síria -, terão dado apoio ao trio jihadista que semeou o terror em Paris, antes de ser abatido pelas forças da ordem.

Isabelle Coutant-Peyre, advogada:"Isto não teria acontecido se os serviços secretos não tivessem deixado de vigiar os irmãos [Said e Chérif] Kouachi e Amédy Coulibaly. Esse é o primeiro ponto. E o segundo é que os verdadeiros cúmplices não são julgados. Os que forneceram as armas não estão a ser julgados neste processo."

Cerca de 150 peritos e testemunhas deverão ser ouvidos, durante os próximos dois meses e meio, no processo dos atentados que marcaram o início de uma vaga de ataques terroristas na Europa atribuídos ao Estado Islâmico.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Silêncio na homenagem às vitimas dos atentados de Paris

Hunter Biden, filho de Joe Biden, condenado em julgamento por três crimes de posse de arma

Robert de Niro chama "palhaço" a Donald Trump à porta do tribunal