Última hora
This content is not available in your region

Abel Ferrara recebe o Jaeger-LeCoultre Glory to the Filmmaker 2020

euronews_icons_loading
Abel Ferrara recebe o Jaeger-LeCoultre Glory to the Filmmaker 2020
Direitos de autor  RAI
Tamanho do texto Aa Aa

Miss Marx foi apresentado no Festival de Cinema de Veneza. Um filme de Susanna Nicchiarelli, sobre a filha de Karl Marx, Eleanor, e o seu papel enquanto ativista, na luta pelos Direitos Humanos.

A realizadora italiana, que anseia pelo dia em que os filmes não sejam apresentados como tendo sido feitos por um homem ou uma mulher, fala do pioneirismo da sua Miss Marx: "Ela foi a primeira a falar de feminismo em termos económicos e sociais. Falou de igualdade de exploração, da relação entre homens e mulheres e da situação no seio das famílias".

Miss Marx está na competição para o Leão de Ouro.

Quem já está premiado é Abel Ferrara. O realizador americano recebeu este sábado o "Jaeger-LeCoultre Glory to the Filmmaker de 2020" pela coerência do seu trabalho e por ser considerado o mais "controverso" dos cineastas contemporâneos.

Abel Ferrara apresentou, fora de competição, o seu mais recente documentário "Sportin Life" - a sua presença na última Berlinale, em fevereiro e a sua vida depois com a família durante o confinamento em Itália, devido à pandemia de Covid-19.

A Yves Saint Laurent é aprodutora do filme e praticamente deu carta branca a Ferrara. Daí que, na apresentação do documentário, Ferrara tenha afirmado que sonha "trabalhar sem guião" e que as palavras mais belas que um realizador pode ouvir são: "faz o que quiseres".