Última hora
This content is not available in your region

EUA anunciam sanções ao Irão, legalidade posta em causa

euronews_icons_loading
EUA anunciam sanções ao Irão, legalidade posta em causa
Direitos de autor  AP / Mike Segar
Tamanho do texto Aa Aa

Mike Pompeo anunciou que as sanções da ONU contra o Irão voltavam a estar em vigor mas fora dos Estados Unidos, ninguém parece levar o secretário de Estado norte-americano a sério. Afinal de contas, a administração Trump abandonou o Acordo Nuclear do Irão em 2018, França. Alemanha e Reino Unido não perderam tempo a reagir para dizer que a decisão não tem validade legal.

Os Estados Unidos defendem a existência de um mecanismo no acordo que lhes permite ainda a imposição unilateral de sanções ao Irão, mas para Teerão "isso só acontece no mundo imaginário do senhor Pompeo, que tenta convencer o mundo da sua versão mas só ele é que acredita". A diplomacia iraniana, acrescenta que este episódio "é um espetáculo de televisão em que o único apresentador, espetador e fã é o senhor Pompeo."

O Acordo Nuclear do Irão foi assinado a 14 de julho de 2015 em Viena e traçou as linhas mestras para a limitação do programa nuclear do país. Donald Trump retirou os Estados Unidos do Acordo por considerar que as sanções ao país asiático não eram suficientes.