EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

EUA anunciam sanções ao Irão, legalidade posta em causa

EUA anunciam sanções ao Irão, legalidade posta em causa
Direitos de autor AP / Mike Segar
Direitos de autor AP / Mike Segar
De  Bruno Sousa
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Administração Trump abandonou Acordo Nuclear do Irão em 2015 mas afirma que ainda pertence para efeitos de sancionar Teerão

PUBLICIDADE

Mike Pompeo anunciou que as sanções da ONU contra o Irão voltavam a estar em vigor mas fora dos Estados Unidos, ninguém parece levar o secretário de Estado norte-americano a sério. Afinal de contas, a administração Trump abandonou o Acordo Nuclear do Irão em 2018, França. Alemanha e Reino Unido não perderam tempo a reagir para dizer que a decisão não tem validade legal.

Os Estados Unidos defendem a existência de um mecanismo no acordo que lhes permite ainda a imposição unilateral de sanções ao Irão, mas para Teerão "isso só acontece no mundo imaginário do senhor Pompeo, que tenta convencer o mundo da sua versão mas só ele é que acredita". A diplomacia iraniana, acrescenta que este episódio "é um espetáculo de televisão em que o único apresentador, espetador e fã é o senhor Pompeo."

O Acordo Nuclear do Irão foi assinado a 14 de julho de 2015 em Viena e traçou as linhas mestras para a limitação do programa nuclear do país. Donald Trump retirou os Estados Unidos do Acordo por considerar que as sanções ao país asiático não eram suficientes.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Em Viena tenta salvar-se acordo iraniano

China e Irão assinam acordo de cooperação estratégica

Irão diz que vai produzir urânio enriquecido acima do limite de pureza permitido