EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Covid-19: Autoridades austríacas processadas por turistas de Ischgl

Covid-19: Autoridades austríacas processadas por turistas de Ischgl
Direitos de autor euronews
Direitos de autor euronews
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Grupo de pessoas denuncia incúria e reclama justiça por causa de contaminações com o novo coronavírus.

PUBLICIDADE

As autoridades austríacas protagonizam um processo judicial movido por turistas infetados com Covid-19 que se queixam de incúria na proteção e segurança em Ischgl. A cidade é considerada uma das origens na disseminação do novo coronavírus no país.

A quarentena em Ischgl iniciou-se a 13 de março. Antes, no dia 7, foi identificado o primeiro caso. Vários cidadãos diziam ter ficado infetados depois de regressarem a casa.

"Deveriam ter-nos dito logo: basta, os elevadores estão fechados, vão para casa. Como turistas não conhecíamos a gravidade da situação na cidade. Eles sim", lamentou Jürgen Stang, um dos queixosos.

Turistas de diferentes países e familiares de vítimas que sucumbiram entretanto participam da ação coletiva.

O presidente da Associação Austríaca de Defesa do Consumidor, Peter Kolba, que representa várias pessoas infetadas, sublinhou que as autoridades reagiram tarde: "Há um exemplo concreto que mostra que uma pessoa se pode tornar mais estúpida em apenas uma semana ou que a foi a indústria do turismo que influenciou, de forma massiva, as decisões das autoridades."

A partir de Ischgl o vírus espalhou-se para dezenas de outros países. Em causa estão indemnizações de até cem mil euros por pessoa.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Trump paga 175 milhões de dólares para evitar apreensão de bens em caso de fraude

Antigo presidente hondurenho condenado nos EUA por conspirar com traficantes de droga

Dani Alves considerado culpado de violação de uma mulher numa discoteca em Espanha