Última hora
This content is not available in your region

Descobertos 59 sarcófagos com mais de 2500 anos no Egito

euronews_icons_loading
Descobertos 59 sarcófagos com mais de 2500 anos no Egito
Direitos de autor  AP Photo
Tamanho do texto Aa Aa

Uma equipa de arqueólogos anunciou ter encontrado 59 sarcófagos de madeira, ricamente decorados e praticamente intactos, com múmias que datam de há 2600 anos no interior.

Ao abri-los, encontraram restos mumificados envoltos em tecidos fúnebres com inscrições em hieróglifos e cores brilhantes.

"A maioria dos sarcófagos está bem protegida e mantém a cor original. Pertence a alguns sacerdotes e oficiais da era aproximada de 600 A.C. Significa que os sarcófagos estiveram selados durante mais de 2600 anos. Testemunhei a abertura de um deles. A múmia parece ter sido mumificada ontem", sublinhou o ministro egípcio do Turismo e Antiguidades.

Khalid el-Anany acrescentou que este é apenas "o início de uma grande descoberta."

Os sarcófagos, enterrados em túmulos verticais com até 12 metros de profundidade, foram encontrados em agosto em Saqqara, necrópole da antiga capital egípcia de Memphis, a sul do Cairo, juntamente com 28 estátuas do antigo deus egípcio Ptah Sokar, uma das divindades funerárias mais importantes.

De acordo com Mustafa Waziri, secretário-geral do Conselho Supremo de Antiguidades, os sarcófagos pertencem à dinastia 26 do Período Tardio (664 a.C. a 525 a.C.) do Antigo Egito.

As múmias encontradas ficarão expostas no Grande Museu Egípcio, com data prevista de abertura em 2021.