EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Tribunal alemão julga homicídio com ligações ao Kremlin

Tribunal alemão julga homicídio com ligações ao Kremlin
Direitos de autor AFP
Direitos de autor AFP
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Um ex-comandante da Guerra da Chechénia foi assassinado em Berlim, em 2019. O caso chega agora ao tribunal, onde a procuradoria alemã vai tentar provar que o homicida matou a mando de Moscovo.

PUBLICIDADE

Um tribunal alemão começou, esta quarta-feira, o julgamento de um homem russo acusado de assassinar a tiro outro homem, num parque de Berlim, a 23 de agosto do ano passado. A vítima, natural da Geórgia, era um antigo comandante da Guerra da Chechénia.

A procuradoria alemã acusa Vadim Krasikov de ter agido a mando do Kremlin, tendo-se aproximado da vítima por trás, de bicicleta, antes de disparar três vezes. Testemunhas dizem ter visto o arguido, momentos depois, a atirar um saco ao rio.

Krasikov, que, através do advogado, disse chamar-se Vadim Sokolov, mantém o silêncio sobre o caso, mas, na Justiça, pode vir a ficar provada a sua ligação a Moscovo. 

"De acordo com as nossas conclusões, trata-se de um assassinato por contrato encomendado pelas autoridades estatais russas. Do ponto de vista do governo russo, a vítima era um inimigo do Estado, especialmente porque tinha lutado contra a Rússia na guerra na Chechénia", declarou à comunicação social o procurador-geral alemão, Ronald Georg.

O homicídio no centro de Berlim veio fragilizar as relações entre Alemanha e Rússia. E, apesar de Angela Merkel ter sublinhado a importância de manter o diálogo com Moscovo, o julgamento vem reacender animosidades, sobretudo depois do envenenamento, em agosto, de Alexei Navalny, uma das vozes mais críticas à liderança de Vladimir Putin.

Com a Europa ainda a decidir se aplica sanções à Rússia, Moscovo, nega o envolvimento em qualquer um dos crimes.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Lavrov considera "ultrajantes" as acusações de Navalny contra Moscovo

Alexei Navalny acusa Putin de envenenamento

Kremlin critica "pressa" da Alemanha no caso Navalny