Última hora
This content is not available in your region

Lavrov considera "ultrajantes" as acusações de Navalny contra Moscovo

euronews_icons_loading
Lavrov considera "ultrajantes" as acusações de Navalny contra Moscovo
Direitos de autor  AP Photo
Tamanho do texto Aa Aa

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia considera "ultrajantes" as acusações sobre o envolvimento de Moscovo no envenenamento do líder da oposição, Alexei Navalny. Sergey Lavrov pôs ainda em causa o resultado dos exames feitos a Navalny.

As declarações foram proferidas durante um encontro com membros da associação de empresários europeus:

"Chamo a vossa atenção para o facto de que a clínica Charité não descobriu qualquer agente venenoso nos seus testes. Isso surgiu em Bundeswehr. Ainda não sabemos se os franceses e os suecos fizeram esses testes por si próprios, ou se foram os alemães que lhes fizeram os testes. E o facto de os nossos colegas tentarem manter tudo em segredo está a perturbar-nos muito. Queremos procurar a verdade, e vamos continuar a fazê-lo", afirmou.

Na sua primeira entrevista desde que adoeceu num voo doméstico na Rússia, a 20 de agosto, Navalny disse à revista alemã Der Spiegel que, na sua mente, Putin estava por detrás do ataque com agentes nervosos da era soviética. O presidente russo não reagiu, mas o Kemlin considerou inaceitáveis as declarações de Navalny.