Última hora
This content is not available in your region

Lituânia: Eleições legislativas em plena pandemia

euronews_icons_loading
litua
litua   -   Direitos de autor  AFP
Tamanho do texto Aa Aa

Os lituanos vão às urnas este domingo, para escolherem os 141 deputados do novo parlamento. Uma eleição marcada pela pandemia tanto ao nível da campanha como da decisão de os eleitores irem às urnas.

O receio de infeções por coronavírus pode levar muitos eleitores a ficarem em casa. Não é o caso desta eleitora, Asta Virsiene: "Eu vou votar e espero que toda a gente o faça. E espero que haja democracia num país democrático".

Outra eleitora, Kristina Kaminstaite, afirma: "A raiva e o ódio uns pelo outros não nos vão trazer nada de bom. Nem individualmente, nem enquanto sociedade".

A campanha tem sido marcada pelas críticas às medidas do governo para combater a pandemia, que estão a criar graves dificuldades económicas. O desemprego subiu de 9% em fevereiro para 14% em outubro.

Muitos lituanos queixam-se de que o governo não fez o suficiente para ajudar as empresas e muitos outros lamentam que os serviços de saúde tenham deixado de funcionar por causa da pandemia.

A Lituânia é governada por uma coligação liderada pela União dos agricultores e pelos verdes e segundo as sondagens é a coligação que concentra mais intenções de voto.

Espera-se que cinco ou seis partidos ultrapassem o limiar dos 5% para entrar no parlamento, mas nenhum deles terá provavelmente mais de 20%, o que significa que o país vai ter de continuar a negociar soluções governativas de entendimento entre várias forças políticas.