Última hora
This content is not available in your region

Quebrado cessar-fogo em Nagorno Karabach

euronews_icons_loading
Quebrado cessar-fogo em Nagorno Karabach
Direitos de autor  AP/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

O acordo de cessar fogo para Nagorno Karabach estava programado para o meio-dia deste sábado, mas antes da meia noite já tinha sido quebrado e um dos residentes locais, Ashot Agmajanian, viu a casa destruída.

Um projétil atingiu a sua janela da cozinha, partindo vidros e deitando o teto abaixo. As esperanças de um cessar-fogo humanitário mediado pela Rússia, entre a Arménia e o Azerbaijão, continuaram a sair frustradas no domingo. Os dois países voltaram a acusar-se mutuamente depois de uma noite de bombardeamentos em zonas civis.

Mesmo antes dos locais terem tempo de contar a sua história, toca uma sirene e as pessoas refugiam-se num abrigo. Desde 27 de setembro que o som da sirene tem sido a banda sonora da cidade. Para o povo de Stepanakert, os bombardeamentos, praticamente diários, significam o regresso a uma realidade que muitos esperavam nunca mais enfrentar.

“Quando éramos mais jovens e os nossos filhos eram menores, sonhávamos com o fim da guerra - os nossos filhos cresceram e também enfrentam a mesma guerra”, diz Susanna, uma residente no local.

Os vizinhos de baixo juntam-se agora numa grande família. Nas últimas duas semanas, o abrigo tem sido um lar e, nas ruas, os destroços provam a intensidade do bombardeamento.

Mas o Presidente da República auto-proclamada, Araek Haroutiounian, está confiante que pode defender-se dos ataques.

A nossa intenção é que não haja retirada de tropas. Continuaremos a nossa luta. Pedimos aos autores das negociações de paz. E defendemos que estas questões sejam resolvidas de acordo com os princípios reconhecidos pelo Grupo de Minsk.
Arayik Harutyunyan
Líder de Nagorno Karabakh

No domingo os bombardeamento continuaram e as sirenes voltaram a tocar. Arménia e Azerbaijão vivem conflitos territoriais. Há duas semanas que o território de Nagorno Karabach assiste a intensos combates.