Última hora
This content is not available in your region

Países Baixos avançam com "bloqueio parcial"

euronews_icons_loading
Países Baixos avançam com "bloqueio parcial"
Direitos de autor  Peter Dejong/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

Os Países Baixos optam por um "bloqueio parcial" para conter um dos maiores surtos de Covid-19 na Europa. Fecham todos os bares, cafés e restaurantes e a venda de álcool e de canábis está proibida após as 20h. Depois da hesitação na obrigatoriedade uso de máscaras, finalmente, o primeiro-ministro deu a ordem - que deve ser cumprida no interior dos espaços, por maiores de 13 anos.

É uma mensagem difícil e as novas regras vão ser duras. Mas é a única maneira, porque os fatos não mentem. Temos de ser mais rígidos connosco e com o nosso comportamento.
Mark Rutte
Primeiro-ministro Países Baixos

Enquanto Liverpool se habitua às novas restrições - as mais difíceis até agora, o Reino Unido registrou mais de 17 mil novos casos diários - o maior número de infecções desde junho. A voz da opoisção diz que a estratégia do governo não está a funcionar e que é preciso um bloqueio total.

É por isso que estou a pedir uma interrupção de duas a três semanas. Um conjunto temporário de restrições claras e eficazes destinadas a baixar a taxa de contaminação e a reverter a tendência de infecções e de internamentos hospitalares.
Keir Starmer
Líder do Partido Trabalhista

Enquanto isso, em Paris, proprietários de restaurantes e bares reuniram-se em frente a uma das principais estações de comboios da cidade - chamam a atenção para a dificuldade financeira que a indústria da restauração enfrenta.

Com o rápido aumento do número de casos de coronavírus em França é esperada uma nova comunicação ao país do Presidente Emmanuel Macron. O Primeiro-ministro do país anunciou restrições cada vez mais rígidas não poupando apelos à responsabilidade social e individual.