Última hora
This content is not available in your region

Recolher obrigatório em vários países europeus

euronews_icons_loading
Recolher obrigatório em vários países europeus
Direitos de autor  Авторское право Cecilia Fabiano/LaPresse
Tamanho do texto Aa Aa

O recolher obrigatório imposto por vários países europeus para tentar travar as interações sociais, no combate à propagação do novo coronavírus, está a transformar grandes cidades em cidades fantasma.

Em quase toda a França vigora um recolher obrigatório entre as 9 da noite e as 6 da manhã. Nas regiões fronteiriças, a Suíça também implementou a mesma medida e no mesmo horário. Já, na Bélgica, o recolher obrigatório começa uma hora mais tarde em Bruxelas e na Valónia e à meia-noite na Flandres.

Na semana passada, os países do sul da Europa também optaram por impor o recolher obrigatório, embora com uma menor duração. Em Espanha, aplica-se a todo o território, com exceção das Canárias, entre as 11 da noite e as 6 da manhã.

Em Itália, a hora de início varia consoante a região, mas acaba às 5 da manhã.

Na Grécia, a medida foi implementada nas áreas mais afeadas, como Atenas e Tessalónica, entre a meia-noite e trinta e as 5 da manhã.

Na Alemanha, a pequena cidade alpina de Berchtesgaden está sujeita a um confinamento de duas semanas. No resto do país, há restrições, mas não recolher obrigatório. O mesmo acontece em Portugal e na Hungria. Nos concelhos portugueses de Lousada, Felgueiras e Paços de Ferreira há desde a semana passada o dever de permanência no domicílio.

No Reino de Unido, o País de Gales começou na sexta-feira um segundo confinamento, de duas semanas. A Irlanda também começou na quinta-feira um confinamento total de seis semanas.