Última hora
This content is not available in your region

França regressa ao confinamento para combater segunda vaga de covid-19

euronews_icons_loading
França regressa ao confinamento para combater segunda vaga de covid-19
Direitos de autor  Thibault Camus/AP
Tamanho do texto Aa Aa

O Presidente francês anunciou novas medidas restritivas para tentar combater a pandemia de coronavírus. Emmanuel Macron explicou, esta quarta-feira numa declaração ao país, que todo o território volta a um cenário semelhante ao que se viveu durante a primavera mas as escolas e os locais de trabalho vão manter-se abertos.

No entanto, as universidades e os estabelecimentos comerciais não essenciais devem ser encerrados. As novas regras entram em vigor a partir de sexta-feira até dia 1 de dezembro. O Presidente francês disse ainda que o governo, em conferência de imprensa, irá apresentar esta quinta-feira os pormenores das medidas.

A intervenção de Macron ocorre depois do gabinete de crise ministerial ter feito duas reuniões e de o seu primeiro-ministro, Jean Castex, ter reunido esta terça-feira com forças partidárias representadas no parlamento, associações de autarcas e parceiros sociais.

O chefe do governo considerou "indispensável" adotar novas medidas, menos de duas semanas depois de instaurar um recolher obrigatório a dois terços da população, que não conseguiu deter o avanço dos contágios.