Última hora
This content is not available in your region

"Autorretratos como um clone de Joana D'Arc"

euronews_icons_loading
"Autorretratos como um clone de Joana D'Arc"
Direitos de autor  Wiki Commons
Tamanho do texto Aa Aa

O Museu Hamburger Bahnhof, em Berlim, exibe 15 trabalhos de Bunny Rogers.

A artista norte-americana, de 30 anos, simboliza essa geração dos Millennials que cresceu com a televisão e a internet.

A mostra "Autorretratos como um clone de Joana D'Arc" pretende ser uma viagem pela jovem vida de Rogers através de autorretratos concebidos, exclusivamente, com recurso às novas tecnologias. As instalações são inspiradas em séries animadas de televisão e em personagens históricas como Joana D'Arc.

A diretora do Museu Hamburguer Bahnhof conta que a artista "está interessada no que acontece na vida de uma pessoa durante a puberdade." Gabriele Knapstein refere que é "durante a época do liceu, por volta dos 13, 14 anos, que se perde a inocência da infância. E que se entra na idade adulta durante uma fase de insegurança, onde somos marcados pela forte influência dos acontecimentos mediáticos." A diretora refere, ainda, que para o Museu, era "importante ter representada a geração mais jovem de artistas".

A exposição "Autorretratos como um clone de Joana D'Arc" de Bunny Rogers, no Museu de Arte Contemporânea Hamburguer Bahnhof, em Berlim, até ao final de fevereiro de 2021.